Estratégias pós-pandemia: conheça as principais tendências do varejo e como se adaptar

O varejo já passava por mudanças substanciais há alguns anos, mas o cenário da Covid-19 acelerou tendências e demanda atenção às estratégias pós-pandemia para que empresas mantenham a relevância.

Com a crise houve mudanças no comportamento de compra dos consumidores, especialmente com o crescimento das compras online.

Para se ter uma ideia, de acordo com um levantamento da Mastercard, divulgado pelo TI Inside, o e-commerce brasileiro apresentou um crescimento de 97% em setembro, o que é expressivo e deve ser considerado pelos gestores que estão se adaptando ao novo cenário.

Nesse sentido, a adequação não depende apenas de uma expressiva transformação digital, mas também da adesão de novos processos. Para te ajudar a compreender quais são as principais estratégias pós-pandemia para o varejo, elaboramos um conteúdo completo. Confira!

Leia mais: Como a digitalização da jornada do cliente impacta as empresas?

4 estratégias pós-pandemia para o varejo 

Existem diversas tendências relacionadas às estratégias pós-pandemia no varejo, como vendas online, automação de processos e personalização do atendimento. A seguir, apresentamos 4 delas com base no estudo “Tendências Globais para o varejo 2020”, da KPMG. Veja:

1. Modelo de negócios

A pandemia apenas acelerou uma tendência que já era vista anteriormente: o aumento da importância das negócios online.

Ainda que se estime que as lojas físicas voltem a ter aumento das vendas nas estratégias pós-pandemia, o digital ganhou relevância e esse modelo de relacionamento deve impulsionar o crescimento das marcas.

A avaliação do cenário no “novo normal” motivará decisões importantes ao futuro dos negócios que, por sua vez, continuarão instigando novas transformações.

2. Propósito das marcas

A Covid-19 levou a humanidade à uma situação extrema e fez com que muitas pessoas repensassem prioridades, assim como propósitos individuais e coletivos, especialmente a geração Z.

Essa transformação vai afetar às empresas, segunda a KPMG, e os consumidores estarão cada vez mais atentos aos propósitos das marcas, não apenas como expresso nos valores, mas nas práticas diárias.

O posicionamento social, político, ambiental e outras vivências das empresas fará diferença na adesão dos consumidores ou possibilidades de aversões.

3. Repensar as estratégias de redução de custos

Entre as estratégias pós-pandemia, os varejistas já começam a ver a importância de repensar os modelos padrões de redução de custos com objetivo de estruturar o negócio ou ampliar margens.

Entre os caminhos apontados pelo relatório para uma maior saúde financeira das empresas, o principal é investir em coleta e análise de dados para decisões mais acertadas sobre a operação.

Leia mais: Como o agente digital otimiza o atendimento ao cliente no varejo?

4. Análise do cliente e de preferências

Por fim, o relatório aponta como tendência do varejo e importante estratégia pós-pandemia que as empresas estejam mais atentas às oportunidades que surgem a partir da avaliação de informações estratégicas acerca dos clientes.

De modo geral, marcas que conhecem melhor seus clientes serão mais competitivas ao restringir os produtos comercializados de acordo com a procura e a margem de lucro.

Como melhorar a análise do cliente?

Empresas visionárias já estão estruturando suas estratégias de relacionamento com o cliente com base em dados, de forma a entender detalhadamente a jornada de compra dos consumidores, suas preferências, demandas frequentes e formas de atendê-las.

O ideal é profissionalizar esses processos com uma empresa especializada em soluções de relacionamento com o cliente, como a Olos Tecnologia.

Entre as soluções disponíveis está o OlosChannel, uma plataforma omnichannel desenvolvida com ferramentas inovadoras, como agentes digitais, bots, automação e inteligência artificial.

Veja ainda: Plataforma omnichannel: como aliar automação e experiência do cliente

Com isso, varejistas podem incorporar à estratégia de relacionamento com o cliente uma única solução que dará suporte a diferentes processos, desde canais de atendimento, até automação de tarefas e autoatendimento.

Por fim, o OlosChannel ainda apresenta relatórios completos da operação, auxiliando em uma tomada de decisão mais estratégica e embasada em dados reais e atualizados do negócio.

Quer transformar suas estratégias pós-pandemia? Conheça o OlosChannel agora mesmo!

Baixe agora o nosso e-book e saiba como mapear a jornada de compra do cliente, interagindo com o cliente no momento certo!

Deixe uma resposta