Experiência phygital: Como adequar a estratégia omnichannel para promover uma nova jornada do cliente?

A experiência phygital, mescla entre físico e digital ou, em inglês, physical and digital, já é uma realidade e as empresas precisam colocar em prática novas ações que atendam a esse novo cenário.

Para melhor compreensão de como chegamos à era da experiência phygital é preciso observar que a aceleração da transformação digital nos últimos meses provocou uma mudança na maneira em que as pessoas compram, interagem e pagam pelos produtos e serviços.

Nesse sentido, em webinar realizado pela Consumidor Moderno, Paulo Godoy, CEO e fundador da Olos Tecnologia, falou sobre o tema. “O processo de digitalização começou há muito tempo, mas, a humanidade teve que se adaptar ainda mais com a pandemia, que se tivesse acontecido há algum tempo, nossas rotinas seriam ainda mais complexas, em isolamento e teríamos menos acesso à informação”, afirmou Godoy.

Para se ter ideia, de acordo com levantamento realizado pela IT Mídia, até as empresas tradicionalmente offline tiveram que se adaptar e buscar soluções digitais para a continuidade de suas operações.

Além disso, segundo pesquisa da McKinsey, organizações que implementaram soluções maduras para atender a nova realidade de transformação digital apresentam taxa de crescimento até 5 vezes maior em comparação às demais empresas.

Mas, o que é exatamente phygital?

Como indicado no início deste conteúdo, phygital é a mescla entre physical e digital. Na prática, isso quer dizer que agora as empresas precisam ainda mais trabalhar para oferecer uma experiência única ao consumidor.

Desta maneira, as organizações precisam aprimorar a experiência phygital para que os clientes não sintam diferenças entre o online e o offline e sejam atraídos por uma jornada completa e única no processo de compra.

Como adequar a estratégia omnichannel para a tendência da experiência phygital

A partir deste novo cenário, a estratégia omnichannel precisa ir além e estruturar ações para a experiência phygital, em que o físico e o digital sejam consolidados em um só.

Para isso, além da estratégia omnichannel, é preciso aprimorar outros pontos fundamentais para o sucesso da experiência phygital. Confira os principais:

  • Estruturação de nova estratégia e ações de marketing
  • Nova postura de vendas
  • Automação no atendimento
  • Personalização da comunicação

Vale destacar, que assim como a experiência phygital, o princípio da estratégia omnichannel é consolidar a comunicação de uma empresa em todos os canais de atendimento ao cliente sem diferenças entre as abordagens, ainda que o contato seja personalizado de acordo com as preferências do consumidor.

Assim, mais do que integrar e mesclar online e offline, a estratégia omnichannel voltada para a experiência phygital deve compreender o cliente como centro das atenções e, mais do que nunca, oferecer uma jornada única e de excelência.

Conte com a Olos Tecnologia para estruturar a estratégia omnichannel para a era da experiência phygital

Para adequar a estratégia omnichannel a fim de obter sucesso na era da experiência phygital, as empresas precisam contar com soluções sólidas e de uma empresa com a expertise necessária nesta área.

Para isso, a Olos Tecnologia disponibiliza uma plataforma omnichannel completa. “A Olos vem investindo em omnicanalidade há muito tempo, buscando automatizar o atendimento, tornar a comunicação mais confortável e menos custosa”, concluiu Paulo Godoy.

O OlosChannel disponibiliza diversos recursos, por meio de múltiplos canais tanto por voz ou texto, como telefone, Whatsapp, SMS, Facebook Messenger, E-mail, entre outros, que auxiliam as empresas a construírem uma estratégia para a experiência phygital e satisfação dos clientes. Veja:

OlosCloud: plataforma Olos em nuvem, totalmente seguro, escalável, com rápida implantação e acesso simplificado, para atendimento ao cliente disponível por meio de link de internet, que oferece a possibilidade de trabalho remoto.

Discador preditivo: otimiza os processos de ligação telefônica, prevendo o momento adequado para o fim de uma ligação e já efetuando diversas chamadas simultaneamente. 

Vale lembrar que o Discador Preditivo da Olos tem o melhor desempenho do mercado e, inclusive, foi premiado com o Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente e mais recentemente com o 7° Prêmio CONAREC.

Sistema receptivo: permite a automação do atendimento receptivo para acelerar o processo de atendimento, a resolução de demandas e reduzir o tempo de chamada.

Agentes digitais: automatizam diversos tipos de operações no contact center, via telefone, chat, site e outros canais de forma inteligente, como se fosse um ser humano.

Olos FastFlow: o agente digital instantâneo permite automatizar o sistema de cobrança de maneira rápida e simples, otimizando os processos e facilitando o acerto de pendências financeiras. Além disso, a plataforma possui instalação ágil.

Olos Web Interactive (OWI): a plataforma de autoatendimento visual, sonora e interativa utiliza inteligência de dados para executar com excelência funções de cobrança, vendas e SAC, do início ao fim do processo, sem necessidade de operadores humanos.

Entre em contato com os nossos especialistas e tenha a melhor plataforma de comunicação omnichannel para o seu negócio!

Baixe nosso infográfico e conheça os 5 passos para médias empresas melhorarem o relacionamento com o cliente utilizando omnichannel.

Deixe uma resposta